Pesquisar

Professora da UENF dá dicas sobre cultivo de orquídeas

Professora da UENF dá dicas sobre cultivo de orquídeas

Quem não se encanta com a beleza e a delicadeza das orquídeas? No Brasil, há cerca de 2.700 espécies registradas e no mundo esse número pode chegar a 30 mil. Saber cultivá-las para que floresçam mais vezes pode ser desafiador para quem desconhece algumas técnicas. Na Universidade Estadual do Norte Fluminense, UENF, em Campos dos Goytacazes, a professora Virginia Silva Carvalho, do Laboratório de Fitotecnia (LFIT) do Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias (CCTA), é especialista no assunto e garante que são plantas de fácil cultivo.

ANÚNCIO

Confira a entrevista em áudio:

Áudio artificial

Confira a entrevista com a professora Virginia:

ASCOM/UENF Como acertar no cultivo das orquídeas?

VIRGINIA – Cultivar orquídeas não tem segredo. Elas só exigem um bom substrato, regas frequentes, adubação correta e um local bem iluminado. Muitas são as dúvidas sobre a rega, mas não tem erro, é só colocar o dedo no substrato para observar se ele está úmido ou seco; então é só regar quando ele já estiver seco.

ASCOM/UENF – E qual o local ideal da casa ou apartamento para ter orquídeas com flores exuberantes?

VIRGINIA – A maioria das espécies de orquídeas necessita de bastante iluminação para crescer bem e produzir belas flores. Uma varanda ou janela são ótimos locais para manter suas orquídeas. Também se pode cultivar em uma área externa protegida do sol direto, com o uso de telas de sombreamento tipo sombrite. Algumas orquídeas podem ser cultivadas a pleno sol.

ASCOM/UENF – E quanto às orquídeas que se desenvolvem em árvores?

VIRGINIA – A família das orquídeas é muito grande e as espécies podem apresentar hábitos diferentes: terrícolas (crescem no solo), epífitas (crescem sobre árvore) e rupícolas (crescem sobre rochas). A grande maioria das orquídeas cresce sobre as árvores, por isso utilizamos cascas como substrato, justamente para proporcionar uma condição mais semelhante à que elas vivem na natureza.

ASCOM/UENF – Quanto tempo as orquídeas demoram para florescer?

VIRGINIA –
O tempo que as orquídeas levam para produzir suas primeiras flores pode variar bastante, justamente por ser uma família muito grande. Além disso, vai depender também da idade da muda que você comprou. Mudas adultas geralmente florescem dentro de um ano, mas as mudas mais jovens podem levar dois anos em média.

ASCOM/UENF – E como posso escolher a orquídea ideal para meu ambiente?

VIRGINIA – Por se tratar de uma família muito grande de plantas que crescem nos mais diferentes ambientes do nosso planeta, é fundamental saber o nome correto das nossas orquídeas. O nome correto vai determinar toda nossa forma de cultivo: temperatura, luz, água, época de floração.

ASCOM/UENF – E qual seriam as espécies ideais para o clima de Campos dos Goytacazes e região?

VIRGINIA – As espécies de orquídea de maior importância para a cidade de Campos são a Cattleya harrisoniana e a Cattleya guttata . Essas duas espécies são nativas dessa região e se destacam por serem plantas bem rústicas e resistentes à alta temperatura, tornando-as de fácil cultivo.

São espécies epífitas, então o substrato para cultivo pode ser casca de pinus, com regas frequentes sem encharcar e adubações variando de acordo com o adubo comercial usado.

A Cattleya guttata apresenta floração no início do ano, variando de janeiro a abril. Já a Cattleya harrisoniana apresenta floração mais próxima ao final do ano, variando de outubro a janeiro. São plantas que exigem bastante luminosidade, podendo pegar o sol direto da parte da manhã e meia sombra à tarde. Essas espécies apresentam grande variedade de cores e híbridos incontáveis.

ASCOM/UENF – Como saber se a orquídea está saudável? Em caso de praga o que devo fazer?

VIRGINIA – Planta que está no local correto, recebe água em quantidade suficiente, nem de mais e nem de menos, e é bem adubada é uma planta saudável. Se aparecerem insetos, lesmas, manchas nas folhas, folhas amarelas ou qualquer outro sintoma de que sua planta não está bem procure orientação nas associações orquidófilas. Em Campos, nós temos a Orquidecampos, que reúne interessados no assunto no auditório 1, do P4, na UENF. Não use nenhum fungicida, inseticida em suas plantas sem consultar um engenheiro agrônomo.

ASCOM/UENF – A UENF tem um orquidário. Como esse trabalho pode ajudar pessoas interessadas no assunto?

VIRGINIA – O orquidário da UENF abriga nossas plantas matrizes doadas por colecionadores e também produzidas pelos bolsistas do nosso projeto de extensão. O orquidário está aberto à visitação pública com agendamento de horário. Podemos explicar todo o processo de produção e cultivo de orquídeas, desde a polinização e obtenção dos frutos, germinação das sementes e produção das mudas. Agendamentos podem ser feitos no @orquideasdauenf

orquidea
FONTE: ASCOM/UENF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANÚNCIOS