Porto do Açu e Sebrae promovem encontro de empreendedores

O Porto do Açu (através do Conselho de Desenvolvimento Local) e o Sebrae firmaram parceria para o primeiro Encontro de Empreendedorismo Sustentável. Adaptado à pandemia, o evento é totalmente virtual e gratuito, por meio de lives transmitidas nos dias 24/09, 30/09 e 08/10, das 16h às 18h, pela plataforma Sebrae.

O formato digital permite que um maior número de pessoas tenha acesso à troca de conhecimentos. A proposta é divulgar boas práticas de empreendedorismo nos setores de agricultura e alimentação. O público-alvo do evento são instituições voltadas ao empreendedorismo sustentável, secretarias municipais e universidades, além de consumidores, empreendedores individuais e associações.

“Acreditamos que a promoção do empreendedorismo sustentável é muito importante para auxiliar na transformação de realidades e contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. A ideia é incentivar uma modalidade de negócios que combina desenvolvimento responsável do meio social e do meio ambiente”, explica Vinícius Patel, diretor de Administração Portuária do Porto do Açu.

empreendedorismo sustentável
Crédito: Piro4D/pixabay

No primeiro dia de palestra, em 24 de setembro, a proposta foi refletir sobre a importância do empreendedorismo rural e da economia solidária pautada no associativismo, para a geração de negócios. Foram apresentados exercícios para demonstrar a importância que o pensar e agir coletivo têm no enfrentamento das dificuldades inerentes ao processo de quem quer empreender.

Os dias 30 de setembro e 8 de outubro serão dedicados a análises de experiências de sucesso de empresas e indústrias que conseguiram agregar valor ao seu negócio através da adoção de práticas sustentáveis para o aproveitamento de todos os insumos e resíduos do processo produtivo. Entre os cases, muitos mostram a tecnologia alinhada ao pequeno agricultor e também a valorização da produção local, como na compra de produtos orgânicos para a produção de Kombucha (chá fermentado com características probióticas).

Diferentemente dos grandes empresários do agronegócio, os agricultores familiares enfrentam o desafio de produzir em terrenos menores, com condições ambientais limitadas e orçamento enxuto. Mesmo assim, o segmento é decisivo na cadeia produtiva nacional.

Especificamente no Norte Fluminense, o empreendedorismo rural é visto como uma vocação natural da região. Por isso, o Porto do Açu estimulou a criação do Conselho de Desenvolvimento Local, que discute, entre outros temas, o empreendedorismo sustentável. A ideia é criar um fluxo de diálogo construtivo com atores regionais e contribuir para a cocriação de soluções e articulações múltiplas para as necessidades socioeconômicas de Campos e São João da Barra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.