Jardim de Gaia, a Mãe-terra que nos conecta o Caparaó

Feche os olhos e tente imaginar um jardim, nessa imagem você escuta o som dos pássaros e o barulho das cachoeiras cristalinas. Cada detalhe feito em um lugar belíssimo, a natureza tem a grande responsabilidade, mas a mão do homem deixou o Jardim de Gaia, que fica no distrito de Limo Verde, em Divino de São Lourenço, no Espírito Santo, um lugar facilmente encontrado nos sonhos. Detalhes que só reforçam as belezas da região do Caparaó.

No dicionário Gaia significa: A Terra tida como entidade viva no sistema solar. A palavra é forte, acaba definindo também todas as energias boas que vem da natureza. Sem falar que o nome remete o misticismo da mitologia Grega, uma magia que já envolve a região, já que Patrimônio da Penha, o vilarejo que fica ao lado, também é conhecido por reunir pessoas com esse foco.

O idealizador de “Jardim de Gaia” é o Urbano Barros Pereira, formado em Comunicação Social, trabalhou um tempo na área, mas depois de idas e vindas a grandes capitais do País, achou que no Caparaó era possível viver de turismo. Claro, que até ele tomar essa decisão não foi fácil. Ainda hoje, ele consegue se lembrar de todos os desafios, desde a escolha da propriedade até a manutenção do local nos dias atuais.

“Comecei a mexer com turismo, há 20 anos, não tinha quase nenhuma divulgação na região. Tive uma intuição de começar a trabalhar com isso, comecei a procurar locais que tivessem água em abundância, confesso que quase desisti, fiquei um ano procurando e nada. A notícia se espalhou e o lugar chegou a mim”, afirma Urbano.

O Jardim de Gaia fica logo após a Cachoeira do Granito, ponto turístico de Limo Verde há décadas é visitado. O acesso pode até desanimar o turista, estrada de terra batida e quando chove, a situação piora um bocado. Quem disse que chegar no paraíso é tarefa fácil?

Em 2021, completa 10 anos que os donos compraram a terra e começaram a desenvolver o local, o planejamento é maior, a expectativa é que nos próximos anos uma pousada receba os visitantes. Hoje, o Jardim funciona como um Parque, os turistas passam o dia na cachoeira e na contemplação do lugar.

“O espaço é um parque para as pessoas passarem o dia, tem a parte da cachoeira, trilha e foi feito um espaço de lazer. Minha ideia principal era uma pousada, fiquei cinco anos esperando uma licença de órgãos ambientais. Infelizmente, não tem incentivo nenhum, porque a burocracia amarra e deixou o caminhar mais lento. Eu não desisti”, lembra Urbano.

O lugar foi todo reflorestado, a busca por plantas nativas e outras vegetações fazem parte da rotina do empreendimento. Tudo para deixar o Jardim de Gaia, um dos lugares mais charmosos do Caparaó Capixaba, ainda existem outros sonhos, que a medida do tempo vai se tornando realidade.

“Temos as cachoeiras, trilhas, o redário, quiosques e na verdade, quero transformar o lugar em um Jardim Bothânico. Quero que as pessoas andem no jardim, admirem o paisagismo e se encontrem. Um lugar voltado a cura para que os visitantes se conectem melhor com o meio ambiente”, finaliza o dono.

Onde Fica:
Jardim de Gaia fica na Estrada Parque, logo após ao lugarejo de Limo Verde, entra no acesso a Cachoeira do Granito. É só abrir a porteira e chegar.

Valores:
Entrada custa R$ 20,00 (não trabalham com cartões, apenas dinheiro, picpay ou pix)

Programação de Janeiro:
– Sábados e domingos aberto de 10h ás 17h (sem agendamento)
– Terça a sexta-feira, de 10h ás 17h (necessidade de agendamento)
– Bar em funcionamento e com refeições (apenas sábados e domingos)

Atenção:
– Proibida entrada de bebidas e alimentos (pode levar de terça a sexta-feira)
– Proibido fazer churrasco no local

Mais informações no insta:
@jardimdegaiaoficial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.