Artesão transforma pneus em obras de arte

“Ele consegue reduzir bem o impacto ambiental, além disso, consegue fazer peças confortáveis e bonitas”.

 

Ele “brinca” com a reciclagem de pneus, transforma o que iria entulhar terrenos em obras de arte. O artesão Humberto de Castro Leal Júnior, mora no município de Mimoso do Sul, no Espírito Santo, mas vem sendo conhecido até em outros estados pelo exemplo de trabalho com a reciclagem. Desde que começou com a reutilização dos pneus, acredita ter tirado do meio ambiente cerca de cinco mil pneus. Um trabalho de formiguinha que precisa ser incentivado, para que mais peças sejam retiradas do meio ambiente, reduzindo assim, o impacto ambiental crescente.

O artesão solta a criatividade para fabricar as peças, faz poço de jardim, cadeiras, animais, mesas, flores e sempre inova. Júnior, como é mais conhecido é capoteiro, faz estofamento automotivo, então conhece bem sobre estofados e durabilidade de muitos materiais. Foi justamente durante o trabalho, que uma cliente procurou informações sobre esse tipo de trabalho. Bastou algum tempo de curiosidade para a relação com os pneus começar.

 

“Eu pesquisei na internet e fui me aperfeiçoando, fiquei empolgado e não parei mais de fazer. Além dessas peças, que muitas pessoas usam em varandas, jardins e na zona rural, consigo reciclar algumas peças de pneus no estofamento de sofá. Aprendi uma técnica sustentável e isso me anima ainda mais, sei que é um trabalho de formiguinha importante”, lembra Júnior.

A situação de reciclagem de pneus no Brasil é uma problemática antiga, mesmo tendo leis sobre a política reversa, o descarte errado é alto. De acordo com dados de 2016 da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), de cada 100 pneus descartados no Brasil, aproximadamente 55 são levados de volta pelos proprietários, para uso como estepe. Os 45 restantes vão parar em postos de coleta por não terem mais condição de uso, mas muitos se perdem no caminho, pela falta de fiscalização de quem deveria ordenar esse recolhimento. No Brasil, pelo menos 450 mil toneladas de pneus são descartados todos os anos. Isso equivale cerca de 90 milhões de unidades utilizadas em carros de passeio. As empresas são obrigadas a recolher, pelo menos, 70 quilos de pneus velhos para cada 100 quilos, que são colocados à venda ao consumidor no mercado doméstico.

Muitas pessoas também desenvolvem trabalhos como o artesão Júnior, o que ajudar a reduzir esse volume anualmente, mas ainda é preciso fazer mais. O motorista também precisa se preocupar com o descarte correto, quando vai até uma empresa trocar pneus, assim, também contribui para a redução do impacto ambiental. “As pessoas tem consciência do trabalho que estou fazendo, essa transformação de lixo em peças maravilhosas. Acredito que todo mundo deveria ver o que é possível reciclar em casa”, finaliza Júnior.

O que é possível fazer com pneus?

No Brasil, uma parte dos pneus inservíveis é reaproveitada de diversas formas, depois de ser moída e separada dos demais componentes do pneu, especialmente do aço, que também é reutilizado. Entre os produtos que reutilizam a borracha estão solados de sapato, materiais de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis. A borracha moída e separada também é misturada ao asfalto para uso em pavimentação, gerando o asfalto borracha, que apresenta importantes vantagens. A maioria é, no entanto, queimada como combustível alternativo nas indústrias de cimento.

Todas estas destinações são aprovadas pelo IBAMA como destinações ambientalmente adequadas. Para que seja ambientalmente correta, a queima do pneu nos fornos das cimenteiras é cercada de todos os cuidados ambientais necessários, com o uso de sistemas especiais de filtração e retenção.

Fonte: Compromisso Empresarial para Reciclagem

Gostou?

Quem gostou dessa arte, basta mandar uma mensagem para o numero do artesão no (28) 9988 46579.

2 respostas para “Artesão transforma pneus em obras de arte”

  1. Eu tenho produtos feitos pelo Juninho. São lindos, muito bem trabalhados e excelente acabamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.