Aceiros ajudam a evitar incêndios em Parque Estadual de Guarapari

Ação faz parte do Programa Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais

Como forma de prevenção a possíveis incêndios no período mais seco, o Parque Estadual Paulo Cesar Vinha, em Guarapari, conta com novos aceiros. As faixas preventivas foram executadas na Trilha do Tropical e no Recanto da Sereia, áreas previstas no plano operativo da Unidade de Conservação (UC).

A ação faz parte do Programa Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevines).

Os aceiros são faixas ao longo dos limites das UCs, onde a vegetação foi completamente eliminada da superfície do solo, para prevenir a passagem do fogo para área de vegetação, evitando-se assim queimadas ou incêndios.

“Faz parte do Prevines ações como fazer novos aceiros ou alargar os existentes, bem como abrir áreas de poços, por exemplo, em especial nas Unidades de Conservação que são mais propícias a incêndios no período crítico, que vai de maio a outubro”, explicou o coordenador operacional do Prevines, Marcelo Nascimento.

Além da equipe do Parque e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, a ação teve parceria da Cesan e da Rodosol.

ANÚNCIO

Prevines

Com a finalidade de reduzir a perda da biodiversidade e os prejuízos socioeconômicos e ambientais decorrentes dos incêndios florestais, em 2009, o Estado do Espírito Santo criou o Programa Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevines).

O programa tem por objetivo desenvolver atividades de prevenção e combate a incêndios florestais em áreas que coloquem em risco as Unidades de Conservação e o entorno; as áreas prioritárias para conservação da Mata Atlântica no Estado do Espírito Santo e demais áreas que coloquem em risco a preservação do meio ambiente e a segurança das pessoas.

O Prevines tem um Grupo Gestor que é formado pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Corpo de Bombeiros Militar (CBMES), Coordenação Estadual de Defesa Civil, Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), Secretaria da Casa Militar e Policia Militar Ambiental. Essas instituições são responsáveis por executar ações planejadas e permanentes de monitoramento, prevenção, fiscalização e combate aos incêndios florestais, ações estas que são priorizadas no período crítico de ocorrência desses desastres.

ANÚNCIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ANÚNCIOS