Primeiro Vem Passarinhar Caparaó acontece no sábado

Primeiro Vem Passarinhar Caparaó acontece no sábado

Encontro para observação de aves será no Parque Nacional com entrada por Pedra Menina

Os apaixonados pela observação de aves terão uma oportunidade daquelas de “encher os olhos” no Caparaó Capixaba. É a primeira edição do Vem Passarinhar na região, que acontece no próximo sábado (21), a partir das 7h, no Parque Nacional do Caparaó, com entrada pela Portaria de Pedra Menina. (Veja a programação abaixo).

De acordo com os organizadores, o evento é gratuito e promete atrair observadores não só do Espírito Santo. Outros encontros semelhantes já aconteceram no Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo.

“O evento é sem inscrição, basta apenas aparecer no dia. Trazer disposição, olhos e ouvidos atentos. Caso você tenha binóculos ou câmera fotográfica também será ótimo”, disse uma das coordenadoras do Vem Passarinhar, Tatiana Pongiluppi, que é guia de turismo de observação de aves.

ANÚNCIO

Trabalhando com ornitologia, pesquisa e conservação de aves há 16 anos, Tatiana se dedica também à educação ambiental.
“Quando me mudei para o Caparaó, realizei o projeto EnCantos das Aves aqui na região, em 2016/2017. Levava crianças e adultos para observar pássaros. E no final do projeto, a gente lançou um guia de aves do Caparaó”, destacou.

Estima-se que no Parque Nacional do Caparaó existam cerca de 370 espécies de aves. No guia, 60 delas são apresentadas em fotografias e textos descritivos. Há também um mapa com pontos de observação de aves na região do Caparaó Capixaba.

Entre os pássaros, estão algumas espécies pouco vistas como o beija-flor-de-topete-verde, o quete-do-sudeste, o papa-moscas-de-costas-cinzentas e o ameaçado papagaio-de-peito-roxo.

“Com o Vem Passarinhar, a gente meio que faz uma retomada com estes eventos mensais para que os moradores da região e os turistas possam ter contato com observação de pássaros, com a natureza”, afirmou Tatiana Pongiluppi.

Veja a programação:

7h às 10h: Observação de aves
10h às 10h30: Pic nic (traga alguma coisa para compartilhar)
10h30 às 11h: Papo de Natureza – Observação de aves e ciência cidadã

ANÚNCIO
ANÚNCIOS

Projeto Reciclar na Rede promoverá educação ambiental nas escolas

Projeto Reciclar na Rede promoverá educação ambiental nas escolas

Lançado em Campos, o projeto tem como foco a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos e promover a inclusão social através da reciclagem

A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) lançou nessa segunda-feira (16), o projeto Reciclar na Rede, no auditório da Prefeitura de Campos, no Norte Fluminense.

O Grupo Gotta abriu o evento com a apresentação do espetáculo “Quem vai salvar a vida?” Uma adaptação do livro da escritora Ruth Rocha, que fala sobre conscientização ambiental. O Reciclar na Rede será desenvolvido por meio do Programa Municipal de Educação Ambiental (PROMEA) que envolve, além da Seduct, a Secretaria de Planejamento Urbano, Mobilidade e Meio Ambiente e a Secretaria de Serviços Públicos. A Vital Engenharia também é parceira no serviço.

O objetivo, segundo a Prefeitura, é promover a educação ambiental através da coleta seletiva, com foco na responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos; promover a inclusão social através da reciclagem; e maior conscientização dos alunos referentes à limpeza pública e a destinação correta dos resíduos gerados nas escolas, nas residências e nas vias públicas.

De acordo com a coordenadora de Ciências da Natureza e Educação Ambiental da Seduct, Ísis Vivório, o projeto vai desenvolver várias atividades com os alunos, entre elas, fazer o caminho do lixo que vai percorrer aterros, cooperativas, até o produto final.

“Além disso, serão realizadas atividades semanais e enviadas para as escolas. Segundo a Vital, a coleta de lixo reciclável ainda é muito pequena no município, queremos mudar isso, envolvendo toda a comunidade escolar, ressaltou Ísis.

O secretário de educação, ciência e tecnologia, Marcelo Feres, ressaltou a importância da união das secretarias e subsecretárias no desenvolvimento dos trabalhos. “A união de todos é importante. O ideal, na coleta de lixo seco é de 30%, e nós não chegamos a 3%. O processo educacional é importante para que todos passam desempenhar seus papeis. O primeiro passo tem que ser dado. Se eu quero uma rua limpa, preciso primeiro limpar minha calçada. Uma cidade limpa se faz de ruas, calçadas e bairros limpos e, para isso, é fundamental um trabalho de equipe” disse o secretário.

A subsecretária de Educação, Rita Abreu, anunciou que a meta é ampliar o número de escolas no projeto, que atualmente é de 28 unidades. “Essa iniciativa visa estimular a conscientização do cuidado com meio ambiente e o descarte adequado do lixo produzido em nossas unidades escolares, refletindo também na mudança hábitos na residência de nossos alunos. A escola é um espaço de ações interativas, multidisciplinares e abrangentes na comunidade a qual está inserida”, diz Rita.

A subsecretária de Ciência e Tecnologia Suzana da Hora, lembrou que no processo de seleção das startups foi selecionado um projeto ligado à consciência educacional. “Através desse projeto as pessoas vão poder fazer sua própria reciclagem através de um aplicativo.

“Estou muito contente com esse projeto, pois, devemos nos conscientizar que não existe planeta B, só temos esse e temos que cuidar”, lembra Suzana.

O secretário de Meio Ambiente, Renê Justen disse que é difícil quebrar hábitos. “A gente precisa de uma nova política de Educação Ambiental e nada melhor que começar nas escolas, pois lá temos multiplicadores” falou Renê.

ANÚNCIO

Já Frederico Rangel ressaltou que, por dia, são coletadas mais de 200 toneladas de lixo domiciliar. “É um desafio reduzir tudo isso, mas temos feito o possível. Tivemos seis entulhódromos revitalizados em 6 meses. Campos é um município muito extenso e esse projeto é importante para que todos possam se ajudar” finalizou Frederico.

Inicialmente, cerca de 15 mil alunos do Ensino Fundamental serão beneficiados nas 28 unidades. A ideia é, ainda, premiar a escola que mais se empenhar. Pais de alunos e familiares.


Relação das Unidades contempladas na primeira etapa:

E.M. Pequeno Jornaleiro

Centro Educacional 29 de Maio

CIEP Brizolão 144 Prof.ª Carmem Sylvia Carneiro

CIEP Brizolão 481 Arnaldo Rosa Viana

CIEP Maestro Villa Lobos

EM Branca Peçanha Ferreira

EM Clóvis Tavares

EM Custódio Generoso Vieira

EM Custódio Siqueira

EM Dr. Alcindor de Moraes Bessa

EM Dr. Luiz Sobral

EM Francisco de Assis

EM Frederico Paes Barbosa

EM Iniciação Agrícola José Francisco Mota Vasconcelos

E.M. José Carlos Pereira Pinto

EM Lídia Leitão de Albernaz

EM Lions Goitacá

EM Lions II

EM Manoel Ribeiro do Nascimento

EM Maria Lúcia

EM Prisco de Almeida

EM Prof. Walter Siqueira

EM Profª. Olga Linhares Corrêa

EM Profª. Sebastiana Machado da Silva

EM Profª. Wilmar Cava Barros

EM Rotary I

EM Sagrada Família

EM Santo Antônio

EM José do Patrocínio

ANÚNCIOS